os seres humanos me assustam...
Palavras são insuficientes. Às vezes não dizem tudo.
—  The Walking Dead.  (via martirizo)
Até mesmo em nosso momento mais obscuro, Deus nos dá força para suportar.
—  (via d-esajustes)
Se eu ameaçar ir embora, me agarra. Se eu chorar, me abraça. Se eu estiver carente, me beija. Se eu gritar, me cala. Se eu estiver doente, me cuida. Se eu estiver magoado, me consola. Se eu estiver com frio, me esquenta. Mas agora, se por ventura eu resolver te amar, por favor, me ame de volta.
—  Pedro Pinheiro.  (via c-arryon)
Se eu tivesse tomado um atalho, uma rua estreita qualquer, que tipo de pessoa eu teria me tornado? Não sei. Mas gostaria muito de saber. Pelo retrovisor, vejo todas as pessoas que eu poderia ter sido e não fui.
—  O teatro mágico.  (via martirizo)
Momentos felizes constroem lembranças. Momentos difíceis constroem histórias.
—  Skins. (via quotteando)
A gente tem e sempre vai ter a escolha de pegar ou largar, ir ou ficar, se abraçar ou se soltar de vez.
—  Clarissa Corrêa. (via recontador)
Quem ama de verdade, vê muito mais do que só a aparência. Vê a essência.
—  A Fera.      (via subalternos)
Como é triste
a tristeza mendigando
um sorriso.
—  Zé Ramalho   (via subalternos)
Te faço um café fresquinho ou um chá se você quizer. Te faço um chamego bom ou um cafuné se for a sua preferência. Entrego a saudade ao vento e te cubro com o meu amor. Rabisco na palma da sua mão um verso pequeno ou um poema dedicando o meu coração a você. Te juro um amor recíproco e uma vida repleta momentos bons.
—  Dan Maia. (via desvaneceram)
Ela não é completamente normal. Nem anormal. Ela só é ela, com todos os seus cantos, esconderijos, degraus, pontes, abismos.
—  Clarissa Corrêa.   (via lost-body)
Eu tentei te odiar, mas você sorriu para mim, então resolvi tentar de novo amanhã.
—  Alana G. (via floturna)
Acho uma graça essas pessoas que acham “o amor da vida” umas 5 vezes por ano.
—  Tati Bernardi.  (via impreparada)
P